Edição online quinzenal
 
Sexta-feira 1 de Março de 2024  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

E AGORA, OH COSTA!?

12-05-2023 - Francisco Garcia dos Santos

O meu amigo e companheiro Eduardo Milheiro que releve o “plágio” do que ele escreveu no seu perfil de Facebook antes e após a comunicação institucional do Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa a propósito do Primeiro-Ministro António Costa não aceitar a demissão do Ministro das Infraestruturas João Galamba, sucessor no cargo de Pedro Nuno Santos, ambos responsáveis por muitas “trapalhadas” socialistas, directa e indirectamente relacionadas com a TAP mas, se o faço, é por bem, ou seja, para lhe dar razão e reconhecer a sua sagacidade de análise política.

A propósitodo alegado “roubo” de um computador de serviço por parte do ex-Adjunto de Galamba Frederico Pinheiro, e por ele demitido, tendo, segundo o jornal Expresso, sido solicitada pelo Ministro (ou alguém por ele) a intervenção do SIS (Serviço de Informações de Segurança –secretos) previamente à participação da ocorrência à Polícia Judiciária, pedido de demissão daquele formulado a Costa e “exigência” do P. R. Marcelo da mesma demissão, o P. M. não só não a aceitou, como até teimosamente manteve e mantém no Governo a pessoa em causa, resumidamente o Eduardo, e cito de memória, escreveu o seguinte:

Com a não demissão de Galamba por Costa e consequente afronta a Marcelo, aquele pretenderia a sua própria demissão e do Governo pelo P.R., bem como a dissolução da Assembleia da República, o que implicaria a extinção da Comissão Parlamentar de Inquérito ao “caso” TAP, ficando assim o Povo sem saber a verdade sobre todas as manigâncias e trapalhadas socialistas no âmbito da gestão e da audição dos responsáveis directos e indirectos sobre as mesmas (leia-se administradores e ex e actuais ministros da tutela), o que seria um alívio para o P.M. e seu PS, “armadilha” em que o P. R.não caiu”.

Ora a ser verdade a teoria do Eduardo, algo que jamais saberemos mas que é bem verosímil, Costa falhou nos seus intentos e ficou refém de si próprio, tendo a partir do passado dia 04-05-2023 a vida muito mais dificultada por Marcelo, pela dita Comissão de Inquérito-a que acresce o facto de ser ele, enquanto P.M., o principal e directo responsável pelo SIS., mas também por parte de “barões” do PS, como são os casos do próprio Presidente do Partido Carlos César e Vieira da Silva, assim como dos seus críticos Francisco Assis e Sérgio Sousa Pinto (entre outros), sendo que os dois últimos já se perfilam para lhe suceder - é que Pedro Nuno Santos terá de fazer uma longa “travessia do deserto”, até que dele se esqueçam para poder aspirar à liderança socialista, bem como que não saia muito “chamuscado” da Comissão de Inquérito à TAP; nem o predilecto “delfim” de Costa Fernando Medina, Ministro das Finanças, “está a salvo” da, ou na, dita Comissão!

Aguardemos com curiosidade e espectativa o que naquela Comissão será respondido aos daqui a dias ou semanas respondido aos deputados por Galamba e seu ex-Adjunto Pinheiro, que se acusam mútua e publicamente de mentirosos, mais que “segredos” se encontram no computador do último e apreendido pela P.J., embora se constituírem informação classificada como “segredo de Estado”, talvez tarde ou nunca o saberemos, podendo assim ser evitada a instauração de quaisquer eventuais processos criminais.

Depois, como se tal não bastasse, a pouco mais de um ano, ou seja, no início do Verão de 2024, haverá eleições para o Parlamento Europeu, em que recandidatos e/ou novos candidatos socialistas, elegíveis em circunstâncias “normais”, não quererão perder os excelentes “panelões”, que não meros “tachos”, em que consistem os cargos de deputados europeus, os quais em pouco tempo permitem enriquecer sem muito fazer -é que em termos líquidos de impostos, entre salário mensal, subsídios, senhas de presença e outras mordomias, fazendo contas muito por baixo, não haverá quem receba menos de entre 10.000 € e 15.000 € por mês mais um chorudo “subsídio de reintegração” ou uma precoce e milionária reforma quando abandonarem as funções.

Assim: se a inflação se mantiver em alta, empobrecendo rapidamente as já depauperadas famílias portuguesas e jovens em início de carreira profissional; continuarem os protestos de “rua”, greves na Função Pública e em empresas públicas, etc.; a surgirem “casinhos”, “casos” e “casões” no seio do Governo;a Comissão Parlamentar de Inquérito à TAP for célere e obtiver resultados palpáveis negativos para o mesmo;as eleições europeias correrem muito mal para o PS; não auguro “longa vida” para o P. M. Costa e este desastrado e desastroso poder socialista, isto é, que cheguem ao fim da atual legislatura cujo termo é em 2026.

Como é uso dizer-se, “aguardemos as cenas dos próximos capítulos”.

Francisco Garcia dos Santos

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Coordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome