Edição online quinzenal
 
Sexta-feira 1 de Março de 2024  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

MARCELO REBELO DE SOUSA MUDOU O CHIP

14-04-2023 - Joaquim Jorge

Marcelo Rebelo de Sousa,pelos sete anos de mandato, deu uma entrevista que me surpreendeu pela positiva. Marcelo tem o dom de falar muito e acertar muitas vezes, a maioria das pessoas que falam muito, acertam poucas vezes.

Marcelo Rebelo de Sousa é o rei do caos, quando tudo parece perdido, consegue quando há incerteza e perturbação, tornar-se o actor principal, o contraponto e o espelho convexo que lhe proporciona um amplo ângulo de visão.

Marcelo Rebelo de Sousa, até agora, serenou a crispação na sociedade portuguesa, pelo ambiente pós-Troika e, pela habilidade de António Costa, que foi primeiro-ministro sem ter ganho as eleições.

Porém, Marcelo Rebelo de Sousa foi o “joker” do anterior governo minoritário de António Costa, as suas características especiais e maneira de ser seguraram sempre o governo.

Agora, António Costa com uma confortável maioria absoluta, Marcelo Rebelo de Sousa mudou o chip.

Marcelo Rebelo de Sousa tem uma capacidade inata de observação, até mesmo, abstração dentro da sua própria perplexidade vital.

Marcelo Rebelo de Sousa é um “presidente de televisão”, não é um presidente de gabinete, adora estar com pessoas e aparecer, em que ocupa o espaço mediático e permite que António Costa desapareça.

Porém, como professor tem a capacidade de falar e perceber o que se passa à sua volta. O governo de António Costa, apesar de ter o seguro de vida de uma maioria absoluta, perdeu o apoio do PCP e BE. A contestação na rua e por todo o lado é evidente, constante e marcante.

Marcelo Rebelo de Sousa apesar de ser um conciliador, em vez de revolto e tumultuoso, já percebeu que este governo tem cometido erros de palmatória e que já deu azo, por diversas vezes, para ir embora. O governo tem feito tudo para se suicidar.

Marcelo não tem o impulso de dissolver o Parlamento, mas os nós górdios deste governo podem obrigá-lo a isso.

Marcelo que foi confrontado por um português na rua que lhe disse: “fala muito bem, mas não faz nada”. Pode reflectir no que ouviu e ter que fazer alguma coisa.

Marcelo é um homem educado, avesso a confrontos, mas esta entrevista deu um ponto de viragem na sua forma de entender o seu relacionamento com o governo.

Marcelo nesta entrevista confessou-se aos portugueses: vou manter o governo, mas não eternamente.

A procissão ainda vai no adro, mas o andor está a cair.

Fundador do Clube dos Pensadores

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Coordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome