Edição online quinzenal
 
Quarta-feira 29 de Junho de 2022  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

António Costa: Portugal a seus pés

04-02-2022 - Joaquim Jorge

O PS tem o país a seus pés, não só venceu as legislativas como já tinha vencido as autárquicas. O PS e António Costa venceram em toda a linha, visto pelo prisma que se quiser.

António Costa matou o pai da anterior maioria absoluta ( José Sócrates), tornou irrelevante Marcelo Rebelo de Sousa, um presidente com um governo de maioria limita-se a observar.

António Costa não se fica por aqui, com esta maioria absoluta, tirou qualquer veleidade a Pedro Nuno Santos de sonhar com a liderança e enterrou de vez a possibilidade de António José Seguro ser desejado. A onda socialista, que se espalha por tudo que é Estado, é avassaladora e nos tempos mais próximos “ é tudo deles”. Só lhes falta a Presidência da República, mas até isso, António Costa pode ser ele o designado e ficar outro socialista no governo, num futuro próximo.

António Costa com a sua bonomia, o seu sorriso, o seu optimismo e a sua habilidade;Portugal rendeu-sepor saber com o que conta e pode contar, em vez da mudança e outra forma de abordar os problemas do país.Os portugueses não gostam de mudanças e incertezas, preferem o certo do que o duvidoso.

António Costa conseguiu fazer ver aos portugueses que o BE e o PCP foram incautos ao derrubar o OE 2022.

António Costa o negociador pode, agora, tornar-se implacável. Sou contra maiorias absolutas em democracia, são importantes os contra-poderes e a fiscalização efectiva de quem detém o poder.

António Costa pode governar a seu bel-prazer que ninguém o pode derrubar até Janeiro de 2026.

Rui Rio deu a entender que era capaz, mas essa união aparente do partido foi somente para as televisões e jornais. O PSD se não mudar de vida, no futuro pode ser suplantado pelo Chega e IL.

O PSD pela proximidade de eleições, não faltavam candidatos a líder, agora, ninguém vai querer ser líder do PSD num horizonte próximo, só haverá eleições daqui a quatro anos, consequentemente candidato a primeiro-ministro.

Enquanto houver mais de 1 milhão de portugueses a viverem de subsídios e dependentes do Estado a hipótese de mudança é remota.

O Chega com este grupo parlamentar vamos ver se todos se entendem com André Ventura.

O IL com o regresso do seu fundador Carlos Guimarães Pinto, vamos ver a sua relação com João Cotrim de Figueiredo.

Sá Carneiro com a sua clarividência mostrou à saciedade, que o PSD para alternar o poder com o PS, os partidos à sua direita têm que concorrer todos unidos. Porém, cada vez mais, será difícil. O PS está e estará para durar.

Biólogo, fundador do Clube dos Pensadores

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome