Edição online quinzenal
 
Quarta-feira 29 de Junho de 2022  
Notícias e Opinião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

Democracia: 25 de Abril

30-04-2021 - Joaquim Jorge

É importante sair deste clima tóxico que corrói o ambiente político em Portugal. O processo de José Sócrates só veio aprofundar um ambiente de desnorte com inúmeras questõesem que os portugueses não sabem em quem acreditar e não vêem fazer justiça.

Continuamos com a sensação que há uma justiça para ricos e outra para pobres, nãose entende como não é punido o enriquecimento ilícito!

Os portugueses não têm dúvidas que Portugal é um país ingovernável e que não tem conserto. É só gente com esquemas e a governar-se quando consegue uma aberta, tem um contacto ou sabe de algo antes dos outros.

Esta ideia que está generalizada na sociedade portuguesa leva a que o 25 de Abril se comemore, mas com parcimónia e sem aquela euforia de antigamente.

A ilusão transformou-se numa desilusão. A maioria dos portugueses nem quer ouvir falar em política e foge dela a sete pés. As pessoas com mais valor estão em casa, pois não está para se incomodar.

A política deveria ser para todos, mas é somente para alguns, aí, é que está o grave problema. A democracia portuguesa tem que fazer uma introspecção quando em sucessivas eleições metade dos eleitores não vota.

Algo se passa, mas o pior é que os nossos responsáveis políticos fazem ouvidos de marcador.

O 25 de Abril foi algo belíssimo, mas continua com enormes lacunas e está algo incompleto. A nossa democracia não pode "enterrar a cabeça na areia," mas precisa que “se pegue o boi de frente".

Um país que tem tudo para dar certo, mas não acerta. Um país com muitos bandidos de todas as espécies e andam à solta.

A democracia precisa de ser acarinhada, e o mais importante, aplicada no dia-a-dia.

A nossa democracia vive algum sossego, mas é uma paz podre em que cada vez há mais descontentes e desinseridos socialmente.

Isso é grave, pois permite a ocupação do espaço por extremismos.

Chegados aqui, 47 anos depois do 25 de Abril, a responsabilidade do que se passa é colectiva: dos políticos; da sociedade; da comunicação social. Temos que tornar a nossa democracia melhor e mais participada, temos que fazer prevalecer as ideias e acabar com os casos.

Eu gostava de viver numa democracia com mais qualidade, mais adulta e mais plena

Não podemos desistir!

Biólogo, fundador do Clube dos Pensadores

 

 

 Voltar

Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Cordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome