Edição online quinzenal
 
Quarta-feira 12 de Junho de 2024  
Notícias e Opnião do Concelho de Almeirim de Portugal e do Mundo
 

Holanda e Dinamarca confirmam que EUA aprovaram o envio de jactos F-16 para a Ucrânia

25-08-2023 - Eline Schaar

Líderes da coaligação internacional dizem que ainda não está claro quando qualquer transferência de jactos poderá ocorrer. A Holanda e a Dinamarca confirmaram na sexta-feira que receberam aprovação dos EUA para entregar caças F-16 à Ucrânia assim que o treino dos pilotos for concluído.

Ministros de ambos os países, líderes de uma coaligação internacional para ajudar a Ucrânia a obter os jactos, agradeceram a Washington pela luz verde, embora ainda não esteja claro quando ocorrerão quaisquer transferências de F-16.

A ministra da Defesa holandesa cessante, Kajsa Ollongren, disse que saudou a decisão dos EUA “de abrir caminho para a entrega de jactos F-16 à Ucrânia”, o que permitiria à coaligação “seguir o treino de pilotos ucranianos”.

O primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, disse em Maio que a Holanda estava considerando seriamente fornecer F-16 à Ucrânia, já que actualmente está eliminando os caças de suas próprias forças armadas. No entanto, Ollongren não quis especificar quantos F-16 irão para a Ucrânia.

A decisão de Washington foi noticiada na quinta-feira pelo POLITICO, com duas autoridades norte-americanas a afirmarem que o secretário de Estado, Antony Blinken, enviou cartas aos seus homólogos dinamarquês e holandês garantindo-lhes que os pedidos seriam aprovados.

O ministro dos Negócios Estrangeiros holandês, Wopke Hoekstra, classificou a medida como “um marco importante para a Ucrânia defender o seu povo e o seu país”.

“Muito obrigado ao secretário Blinken pela boa e rápida cooperação. Agora, discutiremos mais o assunto com os nossos parceiros europeus”, disse Hoekstra nas redes sociais.

A Dinamarca também disse que fornecer os jactos à Ucrânia agora será discutido.

“O governo já disse diversas vezes que a doação é o próximo passo natural após o treino. Estamos discutindo isso com aliados próximos e espero que em breve possamos ser mais concretos sobre isso”, disse o ministro da Defesa dinamarquês, Jakob Ellemann-Jensen, à agência de notícias Ritzau na sexta-feira.

Uma coligação de 11 nações, liderada pela Dinamarca e pelos Países Baixos, concordou durante uma cimeira da NATO em Julho em treinar ucranianos para pilotar F-16 e potencialmente outros aviões de combate. 

A coligação planeia começar a treinar pilotos ucranianos para voar F-16 em Agosto na Dinamarca, até que um centro seja criado na Roménia. 

 

 

Voltar 


Subscreva a nossa News Letter
CONTACTOS
COLABORADORES
 
Eduardo Milheiro
Coordenador
Marta Milheiro
   
© O Notícias de Almeirim : All rights reserved - Site optimizado para 1024x768 e Internet Explorer 5.0 ou superior e Google Chrome